Especial de Natal – Top 10 Filmes Inusitados de Natal – Parte I

Nosso epecial continua com filmes inusitados natalinos!

0-AApresentaoNatal.jpg  
 

 

 

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto2.png

 

Todo mundo conhece “Esqueceram de Mim”, “A Felicidade Não Se Compra” e as milhões de versões de “Um Conto de Natal”. Fugindo do óbvio, minha idéia esse ano é mostrar filmes natalinos que – seja pelo brilhantismo, obscuridade ou pela pura trasheira – merecem sua atenção.

Adoro o Natal e com o tempo acabei me entediando de assistir os mesmos filmes todo ano, ai fui pesquisando e acabei encontrando uns filmes bem legais e fora do comum sobre os feriados de final de ano. A maioria desses filmes infelizmente não é muito fácil de achar, até em listas do gênero, mas se você procurar vai encontrar.

Como sempre as listas não são feitas em ordem de qualidade, mas todos os 10 são importantes em sua maneira.

10 – “Black Christmas” (1974) – Dir. Bob Clark.

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto3.png

Título do filme como aparece no inicio do filme.

Já ouviu aquela frase “ Nada se cria, tudo se copia”? É bem provável que “Black Christmas” tenha sido a inspiração para a criação dela. Você, querido leitor com certeza conhece a franquia “Halloween” e se não conhecer, certamente conhece a franquia “Sexta-Feira 13”. Pois bem, dois dos elementos que fizeram os primeiros filmes de ambas as franquias fazerem sucesso, vem de “Black Christmas”: se passar durante uma data comemorativa/feriado (Halloween no filme de mesmo nome e férias de verão no “Sexta-Feira 13”) e o assassino ser sempre mostrado em câmera subjetiva (com a visão do personagem).

 

Cena de Abertura do filme com a visão do assassino.

Dizer que esse é um filme injustiçado não seria suficiente para demonstrar o quão importante é que você pare tudo e vá assistir esse filme agora. Mais inacreditável ainda é como esse filme envelheceu bem, ainda mais hoje em dia onde temos a tendência de jogos de primeira pessoa de terror como o “Outlast”, “Slender”, o finado “P.T.” e “Alien: Isolation” do ano passado. Vi esse filme menos de uma semana depois de ter finalizado o “Alien: Isolation”, então minha opinião pode ser um pouco imediatista, mas acredito que a visão subjetiva combina bem com a atualidade.

O roteiro tem um ritmo ótimo e não deve em nada para filmes de terror atuais, fora que as cenas de assassinato tem muito suspense e deixam o espectador tenso, mesmo sem ter muitos sustos. “Black Christmas” é um filme muito mais sobre o sadismo de se “sentir” na pele do assassino.  Gosto muito de “Halloween” e acredito que o John Carpenter é um dos melhores diretores do gênero, mas “BC” ganha pela inovação na combinação de elementos e pela originalidade da idéia.

CURIOSIDADES:

  • O diretor Bob Clark, 9 anos depois, viria a dirigir um filme de natal tradicional de comédia chamado “Uma História de Natal” (1983), o qual faria muito mais sucesso e é considerado um clássico.

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto4.png

Imagem de divulgação do filme “Uma História de Natal”.

  • A atriz Margot Kidder, que nesse filme interpreta a personagem desbocada Barb, 4 anos depois ficaria famosa pelo papel de Lois Lane no filme “Superman” (1978).0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto5.png

A atriz Margot Kidder em uma cena do filme “Black Christmas”

9 – “Rare Exports: A Christmas Tale” (2010) – Dir. Jalmari Helander

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto6.png

Foto de divulgação do filme.

Rare Exports é um filme singular. Situado na Finlândia, o filme conta a história de um milionário maluco americano que acredita que o verdadeiro Papai Noel está enterrado no meio de uma montanha. Buscando encontrar a verdade por trás do que aconteceu com o Bom Velhinho, se inicia uma escavação no meio da montanha onde ele teria sido enterrado.

Trailer do filme

O filme é cheio de reviravoltas, mas durante 1 hora e 20 muitas viradas de roteiro acontecem deixando o filme com um ar de terror misturado com aventura. Os personagens principais, dois caçadores de renas e seus filhos, trazem o humor para o filme, que fica muito bem balanceado com a atmosfera sombria.

CURIOSIDADES:

  • Jalmari Helander, dirigiu seu primeiro filme Hollywoodiano passado. O filme veio a fazer bastante sucesso de público e crítica. O filme é co-estrelado por Onni Tommila, ator mirim que estrelou Rare Exports.

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto7.png

Pôster de Divulgação do filme.

8 – “Tokyo Godfathers” (2003) – Dir. Satoshi Kon

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto8.png

Foto de Divulgação do filme.

Um dos motivos pelo qual esse ano de 2015 será lembrado para sempre foi a aprovação do casamento gay pela Suprema Corte dos EUA. No Brasil, o casamento entre pessoas do mesmo sexo já foi aprovado desde 2013, mas tendo em vista que o inglês é considerada a língua universal e a influência política e econômica dos EUA no ocidente, essa noticia repercutiu mais no nosso país do que quando o casamento gay foi aprovado no Brasil. Nas redes sociais, a “guerra” “Bolsonaro Vs. Jean Willys”, até hoje parece um tema recorrente, acabando transformando ambos em símbolos de lados opostos, principalmente em se tratando de homossexualismo. Embora, na minha opinião, se me pedissem pra escolher entre um dos dois eu ia preferir “ir ver o filme do Pelé”, a verdade é que existe muita polêmica sobre o homossexualismo na mídia atual.

Você deve estar pensando “O que esse filme tem haver com isso?”, bem começamos pelo fato de que um dos personagens principais é um travesti ex-drag queen . Não só um travesti, mas um que tem claras intenções de ser mulher (algo comum entre travestis, que muitas vezes se sentem ‘uma mulher presa em um corpo masculino’) e não só de ser mulher, como de ser mãe.

Trailer do filme.

Hana, a travesti é uma moradora de rua que vive nas ruas de Tóquio junto com Gin, um alcoólatra de meia idade e Miyuki, uma adolescente que fugiu de casa. Na noite da véspera de Natal, enquanto reviram o lixo encontram um bebê. Hana o acolhe como mãe e os três partem em uma jornada para entregar o bebê para os pais verdadeiros. Durante sua jornada – muito bem humorada – eles entram em um jantar da máfia, são testemunhas de uma assassinato, salvam um homem esmagado por um carro, entre muitas outras maluquices que acontecem no caminho. Tudo isso enquanto aprendemos mais sobre a vida de cada um e como eles foram viver nas ruas.

O filme conta uma história muito cativante e vale a pena ser assistido (mesmo que para faze-lo você tenha que deixar uns preconceitos de lado).

CURIOSIDADES:

  • O diretor Satoshi Kon é considerado um dos mais talentosos diretores e roteiristas de anime da atualidade, tendo feito dois filmes que são muito aclamados pela critica “Paprika” (2006) e “Perfect Blue” (1997), que conta a história de uma cantora ao lidar com o abuso sofrido por um fã stalker.

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto9.png

Foto da capa do filme “Perfect Blue”

7 – “Santa Claws” (1996) – Dir. John A. Russo

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto10.png

Banner de Divulgação do filme.

“Santa Claws” é uma relíquia do final de uma das eras de ouro do cinema de terror. Lançado no mesmo ano que “Pânico”, filme que daria inicio a nova onda de filmes de terror adolescentes que se estenderia até os anos 2000, o filme é um dos últimos slashers com adultos como personagens principais.

Os personagens principais, aliais trazem uma realidade bem interessante e pouco conhecida para a maioria dos espectadores, pois trabalham em uma produtora de filmes de terror, que mesclam slasher com erotismo de Strip Tease, estilo “Sexy Time do Multishow”. Embora a abordagem do filme seja intencionalmente trash e parodiando a si mesmo o tempo todo (o filme é um filme sobre um filme de “terror erótico” que em si mesmo tem erotismo e violência), ele trata de um assunto bem sério – o assédio a celebridades eróticas. Mesmo não se aprofundando no tema, o tema é bem interessante e ver a vida dessas atrizes antes de serem assassinadas da vontade de ver mais sobre elas como mulheres e não só como “pessoas peladas”. Quem sabe não role um remake mais sério um dia né?

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto11.png

O filme sendo filmado durante o “Santa Claws” acabou sendo lançado como filme independente erótico, dirigido pelo mesmo diretor.

Esse filme é bem difícil de encontrar, mas se você conseguir achar vale a pena ver, por que mesmo com a trasheira ele praticamente sozinho trouxe o tema natalino para filmes de terror de volta.

CURIOSIDADES:

  • O diretor John A. Russo, é conhecido por ser co-roteirista do filme “A Noite dos Vivos” de George Romero. Nesse filme ele também fez um dos mais icônicos zumbis do cinema (o primeiro zumbi que ataca o carro)

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto12.png

  • A atriz Debbie Rochon é bem famosa entre os fãs de terror e filmes B, sendo estrela em diversos filmes da produtora independente TROMA, incluindo “Return to Nuke’ Em High” (2013) e “Tromeu and Juliet” (1996), que foi o primeiro filme como roteirista do diretor de “Guardiões da Galáxia” (2014), James Gunn.

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto13.png

Cena do filme “Tromeu and Juliet”

6 – “Silent Night” (2012) – Dir. Steven C. Miller

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto14.png

Papai Noel assassino em uma cena do filme.

Subverter a figura do Bom Velhinho como assassino não é novidade no cinema, e no entretenimento em geral. Assim como no filme anterior, aqui o Papai Noel é um serial killer, mas diferente de “Santa Claws” que levava o tema mais pro lado cômico, “Silent Night” é um filme MUITO GORE, estilo “Jogos Mortais” e o “O Albergue”, sendo esse talvez um dos maiores atrativos do filme para os fãs do gênero.

Trailer do filme

Sendo o remake do filme original “Silent Night, Deadly Night” (1984) – que eu nunca vi, então não vou comparar – a história do filme se passa em uma cidade pequena nos EUA que tem como principal atrativo um festival de “Papais Noéis” ( existe plural? Hahaha) que tem como evento final uma parada de rua com todos os “Papais Noéis”. Isso faz a caçada pra descobrir qual é o Papai Noel assassino do na cidade, como caçar “uma agulha em um palheiro” (quase que literalmente), o que deixa ele livre para matar até “ser pego”.

O filme é bem divertido, com as cenas de morte bem planejadas e a atuação como um policial metido do Macolm McDowell é muito hilária e contrasta bem com as cenas violentas de morte. Vale a pena ver para todos os fãs de terror.

CURIOSIDADES:

  • O ator Donal Logue faz um Papai Noel desbocado no filme. Hoje em dia ele é conhecido pelos DCnautas como o policial corrupto Harvey Bullock na série “Gotham”.

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto15.png

  • Macolm McDowell, ator famoso pelo seu papel como Alex DeLarge no filme “Laranja Mecânica” (1971), interpreta um xerife preguiçoso no filme. O ator já fez diversos papéis em filmes de terror como no também remake de Halloween (2007)  onde interpreta psiquiatra de Michael Myers, o Dr. Loomis.  0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto16.png

Por enquanto é só! Volto na semana que vem com os últimos 5 filmes da lista!

Não se esqueça de completar a lista nos comentários com os seus filmes preferidos de natal!

Pra sair com estilo, deixo um dos melhores covers de natal (versão hard rock):

 

0-AEspecialDeNatal2Parte1Foto17.png

Até semana que vem!

Compartilhar

Sobre o autor

Yuri Vieitas

Yuri Vieitas, carioca, graduado em Cinema pela Universidade Estácio de Sá. Seu primeiro curta-metragem, chamado Solivagus, foi selecionado para representar o Brasil no Short Film Corner no Festival de Cannes de 2011. Além de ter desenvolvido trabalhos para empresas como Coca-Cola. Yuri é Editor de Games (Yuri_Vieitas na PSN, Live e Nintendo Id) e crítico de cinema no Satisfashion Brazil. 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes