Video On Demand: O sonho dos Ratos de Locadora.

(ou o Pesadelo dos Indecisos)

Imagine uma noite de Quarta-Feira.

Uma noite comum, nada de especial nela.

Cansado de trabalhar/estudar o dia todo, você chega em casa (ou apenas desliga o computador e admite que o resto do trabalho vai ficar pra amanhã, pros que trabalham em casa, como eu) e sozinho (ou com seu parceiro(a)) senta na frente da TV e você liga em um canal qualquer. Quando você percebe 2 horas se passaram e você não encontrou nada para assistir, mas fica em algum canal aleatório onde você desistiu de procurar por algo melhor.

Agora imagine a mesma noite, nas mesmas circunstâncias, só que mude a TV por um serviço de Video On Demand (ou VOD) como o Netflix, Crackle, Crunchyroll ou até mesmo o Youtube ou Twitch, mantendo a mesma pessoa indecisa. A pessoa chega em casa, liga o videogame e coloca o aplicativo do serviço VOD e fica passando vendo as opções, mas não escolhe nenhuma, mas diferente da TV, nada está passando e sem ela escolher o que deseja, fica entediada, desliga o videogame e vai para a TV convencional.

Seria essa dificuldade que alguns temos de selecionar o que assistir algo que depende da adaptação para as novas tecnologias, ou o fato de que o poder de escolha simplesmente deixa algumas pessoas perdidas?

Conheci o mundo do VOD no Natal de 2012 quando descobri o aplicativo do Netflix no meu Wii U, minha noiva já tinha uma conta para o serviço e comecei a utilizar cada vez com mais frequência e quando me dei conta, praticamente não assistia mais a TV a cabo nem TV aberta, e hoje em dia o serviço junto com alguns outros virou uma parte tão intrínseca da minha vida quanto o Google, Facebook ou meu smartphone. É até “engraçado” imaginar que algo que não existia até pouco tempo na sua vida, pode virar algo que você usa tanto e já não sabe mais viver sem.

Desse Natal pra cá já assisti todas as temporadas de “How I Met Your Mother”, “24 horas”, “Buffy: A Caça-Vampiros” e tantas outras que já perdi a conta, isso sem contar os filmes e mesmo assim, a minha lista de filmes pra assistir tem mais 100 títulos. Essas “maratonas solitárias” viraram uma espécie de obsessão e mesmo não tendo um achievement/trophy para cada série que eu termino, a sensação é a mesma que terminar um jogo, ou até melhor, de que algo que você queria ver está finalmente terminado.

Por outro lado conheço pessoas que não sabem lidar com nada disso, pois ao invés de escolher um filme ou série, ficam um ano olhando todos os pôsteres e sinopses, pra no final não escolher nada. Essas pessoas estão perdidas no meio de tanto conteúdo, sem saber o que escolher e para elas o sentimento de olhar para os filmes é o mesmo que certas mulheres tem ao olhar o armário cheio de roupas e dizerem “não tenho nada para vestir”.

Seria isso um reflexo da nova tecnologia que ainda não foi absorvido totalmente por essas pessoas? Eu não saberia, muito bem dizer, pois sempre fui rato de locadora, onde pegava sempre promoções de 5/6 filmes por final de semana, os quais ficava um bom tempo para escolher, mas que sempre saia decidido, isso quando não entrava na locadora já sabendo o que queria. Mas acho que isso vai muito da minha atitude quanto a outras coisas da vida também que talvez se expandiu para isso, por que para comprar um presente por exemplo, pesquiso bastante, mas chego na loja decidido e entro e saio com o que quero.

Quando comprei meu Playstation eu estava morando nos EUA e lá o Netflix tinha um serviço muito legal para ajudar os indecisos chamado MAX:

Nesse vídeo o sistema ironicamente é apresentado por um Brasileiro, o que faz ainda mais falta de ter um sistema como esse no Brasil. O MAX te ajuda a escolher um filme ou série baseado no que você deu nota alta no Netflix antes e nas suas principais escolhas de filmes e séries. Nos EUA ele me indicou Doctor Who, série que acabei virando muito fã e muitos filmes que adorei.

Mas já que esse serviço não está disponível no Brasil como ser menos indeciso (ou ajudar os indecisos)?

Bem primeiramente não vá olhando o Netflix, Crackle, Crunchyroll sem saber o que você quer. Antes de ligar o aplicativo defina um gênero ou um ator ou um diretor que você quer assistir.

Em segundo lugar, esteja aberto a novas possibilidades! Nem todos os filmes que você for escolher pelo pôster vão te agradar, mas o mesmo pode acontecer no cinema também e, pensando por esse lado você pode se dar muito pior no cinema, por que além do ingresso, você gastou também em comidas, transporte, etc... então pelo menos no Netflix se o filme for ruim, bem... Você continua em casa e sem ficar nem um centavo mais pobre.

E, por último, arrisque mais! Eu não gosto muito de comédias, por que tendo mais para um tipo de comédia menos convencional como a do “Monty Phyton” e “The Office” por exemplo, então de vez em quando eu paro e escolho um filme de comédia que acabo gostando muito, como foi o caso com o filme “Ressaca de Amor”, que assisti aleatoriamente e acabei adorando.

Portanto tente dar mais chance ao VOD, por que quer você queira ou não embora a TV não esteja entrando em extinção, o VOD trás muitas praticidades pra quem já aproveita e os Indecisos só tem a perder não dando um chance para essas novas locadoras virtuais, que assim como a “rede mundial de computadores” (como minha avó costumava dizer hahahaha), veio para ficar.

 

Compartilhar

Sobre o autor

Yuri Vieitas

Yuri Vieitas, carioca, graduado em Cinema pela Universidade Estácio de Sá. Seu primeiro curta-metragem, chamado Solivagus, foi selecionado para representar o Brasil no Short Film Corner no Festival de Cannes de 2011. Além de ter desenvolvido trabalhos para empresas como Coca-Cola. Yuri é Editor de Games (Yuri_Vieitas na PSN, Live e Nintendo Id) e crítico de cinema no Satisfashion Brazil. 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes