Segunda, 08 Agosto 2016 15:20

Crítica | Esquadrão Suicida

Estreou nessa semana o filme com os piores heróis do mundo, o Esquadrão Suicida (Suicide Squad, no original). Quando o homem de aço não existe mais no planeta surgem algumas dúvidas, será que teremos um novo Superman? Será que ele irá ser bom como o antigo? O que acontecerá se ele entrar na casa branca e arrancar o presidente da sala? Então Amanda Waller (Viola Davis) decide criar uma força tarefa que possa ser facilmente descartada e com poderes meta-humanos (nome dado aos mutantes na Dc Comics) para realizar missões que o governo esconde do público, caso dê errado eles morrem e são culpados pela bagunça, caso dê certo ganham desconto de alguns anos na sua longa pena. A equipe é formada pelos vilões, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Magia (Cara Delevingne), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnyoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez), Amarra (Adam Beach) e pelo militar, que é devidamente motivado, Rick Flag (Joel Kinnaman) e pela heroína Katana (Karen Fukuhara).As origens de cada personagem são contadas de uma forma rápida e ideal, para o entendimento dos espectadores comuns e para os fãs pirarem. Cada personagem tem seu momento, uns mais outros menos, mas como já era esperado os personagens de Will Smith e Margot Robbie tem o maior (e merecido) destaque. Pistoleiro, sua origem de mercenário e sua motivação familiar são respeitados, se torna um líder para a equipe. Arlequina ficou uma perfeita psicopata, completamente louca e quando fala com um tom sério é nítida sua maldade, muitas vezes é ela que puxa as piadas do filme. Várias cenas foram refilmadas para dar um tom mais leve, o que funciona muito bem e deixou o filme bem divertido. O Coringa (Jared Leto) ganha uma nova roupagem, assim como o Batman de Ben Affleck, não tem como comparar com o personagem de “O Cavaleiro das Trevas”, são bons só que de universos diferentes. Esse novo Coringa é um gangster, psicopata e apaixonado por aquela que o chama de “pudinzinho”. Satisfashion Brazil recomenda o filme e não deixe de assistir a cena extra![yt_youtube url="https://www.youtube.com/watch?v=8pYp4T8TdP4" width="600" height="400" responsive="yes" autoplay="no" ]

Sexta, 22 Julho 2016 14:11

Crítica | Suíte Francesa

Suíte Francesa é um filme no livro de mesmo nome escrito por Irène Némirosky, entre os anos de 1940 e 1941. A escritora, nascida na Ucrânia, era judia. Quando os nazistas ocuparam a França, a autora foi levada para o campo de concentração nazista de Auschwitz. Mas antes de ser levada, ela deixou com suas filhas o manuscrito do livro já finalizado, só essa história já faz de Suíte Francesa uma obra que faz valer a pena a nossa pausa para assisti-lo.

Quarta, 29 Junho 2016 18:22

Crítica | Procurando Dory

Após 13 anos, a Disney decidiu lançar um segundo filme para um dos seus maiores sucessos infantis "Procurando Nemo".

Dory, a peixinha cirurgião-patela, que ganhou destaque no primeiro filme devido ao seu problema de memória e por saber falar baleiês,  agora tem um filme para chamar de seu. A ideia de criar uma história sobre a origem da personagem que não se lembra da sua família foi uma excelente estratégia para dar uma continuidade à trama sem cair no problema do público pensar que está assistindo "mais do mesmo".

"Procurando Dory" começa com Dory (voz de Ellen DeGeneres no original /Maíra Góes na versão nacional), ainda bebê, aprendendo com seus pais Charlie e Jenny maneiras de lidar com os outros animais e também como voltar para casa. Infelizmente, devido a uma correnteza Dory se perde de seus pais e vai para o oceano, com o tempo a peixinha esquece de sua família e vaga sem saber para onde ir, apenas com seu lema "continue a nadar" na mente. É acidentalmente que Dory encontra Marlin, pai de Nemo, que está desesperado porque o filho foi capturado por mergulhadores, e resolve ajudá-lo. Quando as histórias dos dois filmes se cruzam, fazem uma passagem de tempo de um ano, é quando Dory finalmente começa a se lembrar que tem uma família. Ela decide ir atrás deles, mas vai precisar da ajuda de Marlin e Nemo para não se esquecer de nenhum detalhe.

Em sua jornada, ela faz novos amigos, como o polvo Hank (dublado pelo o humorista Antonio Tabet), e reencontra alguns do seu passado.

Dirigido por Andrew Stanton, que também foi o responsável pelo o primeiro filme, Procurando Dory é repleto de mensagens bacanas para as crianças. O filme mostra para elas que ter uma deficiência, seja ela qual for, não as torna menos capazes do que os outros e que ser diferente é legal. A peixinha torna-se um símbolo de esperança em um momento em que a mídia tenta transformar as crianças em iguais sem respeitar suas individualidades, vontades, jeitos e características. Outra mensagem que o filme dá bastante enfoce é a questão da preservação das espécies marinhas e que as crianças devem respeitar os animais.  

O filme também possibilita que a Pixa e a Disney possam abordar as histórias dos outros personagens que foram apresentados na trama. 

Procurando Dory é sensível, divertido, inteligente, fofo, repleto de reviravoltas criativas e apresenta um visual gráfico extremamente real e está em cartaz, a partir de hoje, nos cinemas brasileiros. Uma dica, se for assistir o filme, espere passarem os créditos! 

Confira o trailer:

[yt_youtube url="https://www.youtube.com/watch?v=PE3ruZElMUY" width="600" height="400" responsive="yes" autoplay="no" ]

Domingo, 19 Junho 2016 23:32

Crítica | Como Eu Era Antes de Você

Como Eu Era Antes de Você conta a história da desajeitada, tagarela, exagerada Louise Clark, magistralmente interpretada por Emilia Clarke (Game of Thrones), que após a cafeteria em que trabalhava fechar, ela precisa de um novo emprego para cuidar da família. Ela consegue ser contratada pela a Família Traynor,  uma das famílias mais ricas do interior da Inglaterra, para cuidar de Will Traynor (Sam Claflin), o jovem herdeiro que ficou tetraplégico após um acidente. 

Sexta, 20 Maio 2016 17:37

Crítica | Jogo do Dinheiro

O uso do humor como recurso para manter a audiência em programas de televisão, com teor jornalístico, não é uma característica exclusiva da televisão brasileira. O fictício programa de televisão americano "MoneyMonster", apresentado por Lee Gates (George Clooney),  poderia ser visto como uma mistura de Chacrinha e CQC. Ao mesmo tempo em que o programa tem como foco abordar a economia e dar dicas aos espectadores sobre como investir seu dinheiro no mercado de ações, o apresentador se veste de lutador, brinca com as assistentes de palco, e faz piadas para entreter a audiência. Patty Fenn, papel de Julia Roberts, é a diretora do programa que está cansada de não fazer um jornalismo sério e estás prestes a pedir demissão.

Terça, 10 Maio 2016 16:41

Crítica | Angry Birds - O Filme

Entra em cartaz esta semana, Angry Birds - O Filme. Inspirado no jogo online de mesmo nome, que virou febre ao ser lançado em 2009, o longa apresenta os personagens e explica o por que do conflinto entre os pássaros e os porcos.

Quarta, 04 Maio 2016 16:46

Crítica | O Décimo Homem

"O Décimo Homem" conta a história de Ariel (Alan Sabbagh), um economista argentino que, atualmente, vive nos Estados Unidos junto com sua namorada, Monica.   

Segunda, 04 Abril 2016 17:31

Crítica | Invasão a Londres

Entra hoje em cartaz, o filme Invasão a Londres, continuação do filme "Invasão à Casa Branca" de 2013.

Segunda, 28 Março 2016 16:15

Crítica | O Jovem Messias

Entrou em cartaz, neste fim de semana santa, o filme "O Jovem Messias".

Quarta, 13 Janeiro 2016 17:09

Crítica | Joy - O Nome do Sucesso

Estreará no próximo dia 21, Joy - o nome do sucesso, a terceira parceria do diretor David O. Russell e os atores Jennifer Lawrence e Bradley Cooper, depois dee O Lado Bom da Vida (que rendeu o Oscar de Melhor Atriz para Jennifer Lawrence em 2013), e Trapaça.

Página 1 de 3

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes