Satisfashion Entrevista: Katia Moraes

Ela já foi uma fofoqueira querida e divertida em Fina Estampa. Atualmente ela faz o país inteiro morrer de ódio no sucesso Os Dez Mandamentos com a vilã Bina. É com muito prazer que o Satisfashion traz hoje uma entrevista com a atriz Katia Moraes. Com exclusividade, a atriz nos contou sobre os bastidores da novela de Aguinaldo Silva, sobre sua personagem na novela da Record, e muito mais. Confira abaixo!

Satisfashion: Sua personagem em Os Dez Mandamentos é uma mulher bem fofoqueira e falsa. Você já passou por alguma situação em que tenha sido alvo de uma grande fofoca? 

Katia Moraes: Quem nunca? Infelizmente, tem um monte de gente infeliz pelo mundo, que ao invés de resolver os seus problemas e procurar ser uma pessoa melhor, ataca aos outros achando que assim tornará sua vida menos infeliz. Mas o fofoqueiro que causa intrigas nunca se dá bem porque a verdade é mais forte e sempre vem à tona, mais cedo ou mais tarde.  

Satisfashion: Como foi o preparo para trazer Bina à vida? Se inspirou em alguém? Alguma vizinha, amiga, parente...?

Katia Moraes: Existem muitas Binas pelo mundo, mulheres que acobertam seus maridos pelo assédio de seus familiares, o que é muito revoltante e triste. E também me inspiro numa parente que era uma mulher amarga, com fala forte e rejeitada pelo marido.

Satisfashion: Você participou de uma cena muito emocionante em O Milagre de Jesus, onde a sua personagem, Maria de Cleófas, presencia a ressurreição de Jesus. Como foi atuar em tal cena?

Katia Moraes: Emocionante, tal qual a cena. Nós três que atuamos nessa cena (eu, Daniela Galli e Flávio Rocha) ficamos tão emocionados que ao final da gravação nos abraçamos e ali ficamos por um bom tempo, chorando ainda. De tão forte que foi. A equipe também estava emocionada, rolou um clima muito grande. Coisas de Deus. Foi lindo! 

Satisfashion: Você já atuou em algumas produções religiosas. Você possui alguma religião? Como é a sua ligação com ela?

Katia Moraes: Na verdade não trabalhei em nenhuma produção religiosa, nenhuma delas falava ou doutrinava para religião alguma. O que fiz foram dois episódios de "Milagres de Jesus" (Um também escrito pela Vivian de Oliveira) e agora a novela "Os Dez Mandamentos". Ambos inspirados na Bíblia, que faz parte da nossa cultura, já que somos uma civilização ocidental. São épicos na verdade, não à toa, Hollywood já produziu também vários filmes do gênero. Não, não tenho religião. Minha religião é uma forte conexão com Deus e o ser humano. 

Satisfashion: Você está no teatro durante 20 anos, mas somente aos 39 anos de idade conseguiu seu primeiro trabalho na televisão, ao atuar na novela Fina Estampa.  Por que esse momento demorou tanto? Ou você acredita que ele chegou na hora certa?

Katia Moraes: Demorei por vários fatores. Fiquei um tempo afastada da minha carreira porque me casei e tive meu filho e quis me dedicar a eles e trabalhava dando aulas de teatro. E também porque entrar para televisão não é fácil. Além de ser competente, você precisa ter sorte. Está no destino de alguns e, graças a Deus, estava e está no meu. Creio que foi na hora certa. Tudo acontece sempre na hora certa. Talvez, se fosse antes, eu não desse tanto valor ou me deslumbrasse. 

Satisfashion:Soubemos que a sua entrada em Fina Estampa foi inusitada e curiosa. Poderia nos contar como tudo aconteceu?

Katia Moraes: Sim. Eu fiz concurso para um curso de roteiro com o Aguinaldo Silva, a Master Class (ele, inclusive, agora tá realizando um para master class 3). Não passei mas gostei muito do blog dele (que hoje é um site), onde ele escreve crônicas e eu sempre comentava. Um belo dia, fui assistir uma palestra dele e, de alguma forma, chamei a atenção dele, como ele mesmo disse na época (mesmo eu não tendo feito nada para isso, nem tinha essa pretensão). Assim ele me chamou para um teste. Como ele me disse uma vez: estava escrito. Sou eternamente grata a ele. 

Satisfashion: Marilda foi uma grande personagem em sua carreira, além de você ter participado de um núcleo bem cômico ao lado de Marcelo Serrado, Alexandre Nero e Christiane Torloni. Os bastidores da novela eram engraçados também? Tem alguma curiosidade que poderia dividir com os leitores do Satisfashion?

Katia Moraes: Sim, claro, é difícil fazer comédia sem se divertir.Todos da equipe se divertiam muito. Nossas cenas lotavam o estúdio. O pessoal da limpeza e todo mundo corria para nos assistir. No final, os câmeras sempre soltavam o riso preso na gravação. Era quase um teatro. 

Satisfashion: Você disse em uma entrevista em 2012 que estava com medo do final de Fina Estampa, porque não sabia o que aconteceria com a sua vida depois. Hoje você acumula vários trabalhos na TV. O que mudou durantes esses anos? Esse medo continua te perseguindo?

Katia Moares: Eu tinha medo porque apesar de muito sonhadora, sou pé no chão. A carreira do ator é uma roda gigante, uma hora você está no auge, outra hora não. Uma hora você está fazendo novela e é assunto, e em outra hora não. Sempre tive consciência disso por observar os outros atores. Hoje, já não tenho medo, afinal consegui a estabilidade de ter um contrato longo com uma emissora. E, também, desde Fina Estampa não parei mais de trabalhar, graças a Deus. 

Satisfashion: Em 2014 você participou da campanha "Eu Digo Não Ao Bullying", da Cia Atores de Mar. Você já sofreu desse mal? O que você acha que devemos fazer para que isso diminua?

Katia Moraes: Olha, na minha época nem existia esse termo. E a coisa era pesada mesmo. Eu sofria bullying de dois tipos: um por ser baixinha e outro por ser filha adotiva. O por ser baixinha eu nem ligava, qual o problema em ser "tampinha de garrafa"? (risos). Eu mesma me zoava. Ser baixinha tem muitas vantagens. Mas o por ter sido adotada, me doía. Era pesado. É muito difícil para uma criança se sentir diferente das outras. E sabe como é criança, né? Elas me diziam isso mesmo. 

Acho que o que já fazemos, falar no assunto e conscientizar as pessoas. Vejo que as coisas mudaram muito. Isso não ocorre com a turma do meu filho, por exemplo. Nunca o vi, nem aos amiguinhos dele, se referirem de forma pejorativa a outros. Eles, inclusive, falam muito: "Isso é bullying!".

 

*Fotos: Rolf Muller

Compartilhar

Sobre o autor

Natasha Soares

Natasha Soares, carioca, jornalista pela Universidade Estácio de Sá. Já trabalhou em produções de vários eventos como o Rock in Rio em 2011, Got Talent Brasil em 2013 e na Copa do  Mundo em 2014. É editora-adjunto do Satisfashion Brazil. 

 

comentários11

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes