Crítica | Suíte Francesa

Suíte Francesa é um filme no livro de mesmo nome escrito por Irène Némirosky, entre os anos de 1940 e 1941. A escritora, nascida na Ucrânia, era judia. Quando os nazistas ocuparam a França, a autora foi levada para o campo de concentração nazista de Auschwitz. Mas antes de ser levada, ela deixou com suas filhas o manuscrito do livro já finalizado, só essa história já faz de Suíte Francesa uma obra que faz valer a pena a nossa pausa para assisti-lo.

Sinopse: Lucile Angellier (Michelle Williams) vive com a sua sogra, Madame Angellier (Kristin Scott Thomas). O marido de Lucille, Gaston, foi convocado e está na frente de batalha, mas, elas não recebem mais notícias do rapaz. Enquanto isso, a mãe dele ensina a sua nora a administrar as propriedades da família. Na realidade, Lucile gosta de música, porém não pode tocar o piano que está em seu quarto, até que seu marido retorne (um pedido da sogra). Entretanto, o exército nazista invadiu a França e já tomou Paris. Vários refugiados da capital se dirigem para lá e não só. Um destacamento do exército alemão também está indo para a vila. Os militares mais graduados deste destacamento ficarão nas melhores casas da região.

Na casa de Madame Angellier e Lucile, ficará o tenente Bruno von Falk (Matthias Schoenaerts). A sogra de Lucile se recusa inclusive a conversar com o “hóspede”, porém Lucile, apesar das recriminações da sogra conversa com o tenente, assim como faz com todos que a cercam. Ela nota que os dois dividem o mesmo amor pela música, ele o toca o piano todas as noites. Lucile e Bruno vão, aos poucos, se conhecendo de forma gradativa.

Suíte Francesa tem um bela direção de arte, palmas para o diretor Michael Carlin, que também dirigiu “A Duquesa” (2008). Michelle Williams se mostra ótima no papel de mocinha doce e corajosa. Matthias Schoenaerts também se sai muito bem no papel do tenente Bruno. Ainda assim o longa tem suas falhas, a Segunda Guerra Mundial torna-se apenas segundo plano para a história de amor adoçada dos protagonistas e a película não apresenta nenhuma inovação, fazendo do filme bom para quem gosta do gênero e dispensável para quem não gosta de dramas/romances.

O DVD não possui extras.

[yt_youtube url="https://www.youtube.com/watch?v=fW95OMgABVQ" width="600" height="400" responsive="yes" autoplay="no" ]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Saul Dibb.

Título Original: Suite Française

Gênero: Drama/Romance

Duração: 1h 48min

 

Créditos de imagem: Não Creditado

Compartilhar

Sobre o autor

Dani Soares
Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes