Crítica | O Chamado 3

  Para quem assistiu "O Chamado" em 2002 sabe como funciona: Você assiste a uma esquisita fita cassete, recebe uma ligação dizendo que você morre depois de 7 dias. O primeiro era refilmagem do japonês "Ringu" (1998). "O Chamado 3" é lançado na era youtuber, em que vídeos propagam-se rapidamente na web e em aplicativos, Samara agora teria mais opções de ser replicada.

O filme dirigido pelo espanhol F. Javier Gutiérrez, o terceiro filme não conta com Rachel Keller e seu filho Aidan. Desta vez, o casal Julia (Matilda Luz) que permanece em sua cidade natal e Holt (Alex Roe) que parte para uma faculdade longe dali, para de retornar mensagens e some, ela parte para o campus para procurá-lo

Na universidade, Julia descobre que seu namorado faz parte de um experimento de seu professor de biologia Gabriel (Jhonny Galecki), no qual várias pessoas assistem reproduções digitais da fita de Samara. Para livrarem-se da maldição dos sete dias, copiam o vídeo e repassam para outras vítimas. Porém, Holt não encontrou alguém para assistir sua cópia e, por isso, havia sumido. Com o tempo de seu amado se esgotando, a jovem se sacrifica e assiste a cópia dele. No entanto, novas cenas se revelam para Julia, que não consegue duplicar o vídeo para se salvar. Então, o casal parte para a cidade onde está enterrada Samara para investigar o que a vilã quer dizer com as imagens.

Apesar de alguns raros momentos tensos, "O Chamado 3" se perde com a falta de coerências. Os personagens são contados de uma maneira vaga, onde ocorre muitos sustos clichês.

"O chamado 3" poderia ter dado mais profundidade e foco na vida de Samara, mas se perde.

 

Compartilhar

Sobre o autor

Kamila Frutuoso

Kamila Frutuoso, carioca, Designer de Moda e Maquiagem pelo SENAC - RJ. Atualmente está cursando graduação em Design de Moda pelo Senai Cetiqt, uma das mais prestigiadas escolas de moda no Brasil. É editora-adjunto e co-fundadora do Satisfashion Brazill.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes