Satisfashion Entrevista: Sil Esteves

O Satisfashion Brazil teve o prazer de entrevistar a atriz Sil Esteves. Ela nos contou um pouco sobre o início da sua carreira, a polêmica envolvendo a caracterização de Tatá Werneck no Pânico na Ban, o vídeo viral no Youtube, "Jeitinho Carioca", e seus mais recentes projetos. Confira:

SF: Pode nos contar como foi o início da sua carreira? E a descoberta da veia cômica?

SIL ESTEVES: Meu primeiro trabalho em TV foi em um comercial de salgadinho, quando eu tinha 14 anos. Minha família não aprovava muito o meu trabalho, pois achava uma carreira difícil de ascender e um pouco instábil, mas eu insisti nela e trabalhei em vários locais, paralelamente à carreira artística, para manter meus cursos de teatro, interpretação, etc. Desde criança eu já fazia imitações nas festas de família, onde imitava personagens cômicos da TV.

SF: Atualmente, existe um receio entre os comediantes na hora de fazer uma piada. Algumas colocações são mal vistas e o "politicamente correto" prevalece. Qual é a sua opinião sobre isso? E você toma cuidado com o que vai dizer durante uma apresentação?

SIL: Olha, eu acho que o mundo tá ficando muito chato. Eu assistia (e assisto até hoje) "Os Trapalhões", TV Pirata e as piadas não tinham censuras e nem limites. E uma coisa é certa, eu ria muito e os "tipos" citados nas piadas não processavam ninguém. Costumavam rir deles mesmos, como eu dou risada de mim mesma, era tudo mais leve antigamente. Hoje em dia são tantas  proibições - que para mim é uma censura velada - que temo o dia que entrarei no palco e direi: "Olá, galera! Bem-vindos! Obrigada pela presença, tchau e boa-noite!".

SF: Você é uma reconhecida atriz de comédia. Entretanto, você pensa em migrar para a dramaturgia, futuramente?

SIL: Eu fico muito feliz em ser reconhecida como atriz de comédia, mas sou uma atriz, faço drama, comédia, o que for solicitado pelo diretor. Ser ator é transitar entre os gêneros.

SF: O vídeo "Jeitinho Carioca" foi sucesso absoluto no Youtube, com mais de 1 milhão de visualizações. Como foi o processo de elaboração do vídeo? E você imaginava que teria este alcance todo? 

SIL: Foi uma delícia fazer "O Jeitinho Carioca". A ideia surgiu a partir de um vídeo que viralizou em Nova York, e nós fizemos a versão carioca. Ninguém da equipe imaginava que faria este sucesso todo. Foi uma grande surpresa quando acordei no outro dia, e vi várias menções ao meu nome nas redes sociais.

SF: Em 2015, ao interpretar uma sósia da Tatá Werneck, no programa "Pânico na Band", você e a atriz tiveram um desentendimento. Pode falar sobre isso? Explicar o que aconteceu?

SIL: Com certeza, ela não estava em um bom dia. Nos conhecemos há uns 8 anos e já viajamos juntas com espetáculo de improviso. Eu também não entendi o que aconteceu, pois ela, por trabalhar com humor, assim como eu, n]ao ficaria chateada com a minha imitação.

SF: Além de Tatá, você já se caracterizou de outros personagens. Qual foi o que você mais gostou de interpretar?

SIL: Já fiz diversas imitações, "Sylvia Desastre" imitando a Sylvia Designer, "Helen Ganzarola" imitando a Hellen Ganzarolli, "Suzanne Ricaenxofre"... Eu gostava bastante da Sylvia Desastre e da Kaká Werneck, eram personagens que me divertia muito fazendo-as.

SF: Quem acompanha as suas redes sociais sabe que você é muito fã do Rowan Atkinson, o eterno Mr. Bean, qual outro ator você admira? Tem algum humorista nacional com quem você sonha em contracenar? 

SIL: Eu sou simplesmente APAIXONADA pelo Rowan. O dia que o conheci pessoalmente foi muito especial para mim, um dia inesquecível. Eu adoro o trabalho da Heloísa Périssé! Além dela ser uma atriz incrível, é uma pessoa maravilhosa! Tenho muita vontade de contracenar com ela.

 SF: Muitos humoristas tem migrado para a TV aberta, principalmente, apresentando Talk Shows. Existe algum projeto ou interesse em estrelar um?

SIL: Um ator sem projetos não é ator! (risos) Tenho alguns projetos sim, mas ainda não posso falar sobre eles.

SF: Por favor, conte-nos sobre a sua personagem Selminha, no programa Saideira, no canal Brasil. E quais serão seus próximos projetos?

SIL: A Selminha é uma personagem deliciosa de fazer. Ela é super leve, sonhadora e bem humorada. Vive a procura de uma possibiidade de trabalhar na TV como atriz.  E para mim, contracenar com Stepan Nercessian e Antonio Pedro - que são do elenco fixo - foi um aprendizado incrível! Os convidados do programa foram muito generosos comigo. Conversar com Fernanda Montenegro, Miguel Falabella, Rogéria, Paulo Silvino, etc, foi uma experiência fenomenal. Só os "monstros" da dramaturgia e eu a aprendiz! Interpretar a Selminha foi um presente maravilhoso que ganhei do Marcio Vianna e do Julio Carvana. Gratidão eterna!

SF: Para fecharmos, por favor, pode mandar um recado para os leitores do Satisfashion Brazil?

SIL: É uma alegria dividir um pouquinho da minha vida com vocês. O carinho do público é algo que estimula muito a minha jornada. Cada foto que tiro com um fã , a cada mensagem carinhosa que recebo, fico mais grata por vocês existirem! Meu obrigada especial também ao pessoal do Satisfashion Brazil pelo convite e parabéns pelas perguntas inteligentes e bem direcionadas a mim. Obrigada pelo carinho!

 

Crédito da foto: Alessandra Tolc

 

Compartilhar

Sobre o autor

Babi Bernardo

Babi Bernardo, carioca, Designer de Moda pelo SENAC-RJ, Personal Stylist pelo curso da Dany Padilla, cursando Gestão de Varejo pela UNIVAR-UCAM, especialista em Fashion Buying & Merchandising pela London College of Fashion. Trabalha no varejo há sete anos com foco em Compras. É editora-chefe do Satisfashion Brazil.

 

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes