Satisfashion Entrevista: O Produtor Teatral João Luiz Azevedo

João Luiz Azevedo é um dos grandes nomes do teatro nacional: produtor teatral, jornalista cultural, assessor de imprensa, gerente/administrador de teatro e, agora, apresentador de programa de entrevistas na web...

Há 25 anos como produtor teatral, também é gerente de operações do Oi Casa Grande, um dos mais influentes do país, e é o nome por trás de páginas de sucesso no facebook, como o “GRÁTIS Ou Quase Isso” que tem mais de 105 mil fãs; o “Qual é a BOA?” onde dá dicas da programação cultural do Rio de Janeiro com quase 5.000 visualizações diárias, além da página “Troca Troca de Livros" onde divulga os lançamentos e estimula a troca de livros; e acaba de estrear o programa “BATE PAPO.Com o JL”, onde conversa com gente que faz sucesso no Teatro. 

Fora isso, ele assina, desde 2008, uma Coluna no jornal mensal Folha da Zona Sul e há 2 semanas foi convidado pra escrever para o jornal semanal de Búzios, o Peru Molhado.

João também tem uma coluna chamada "Dicas do JL" no site “Gente de Sucesso Vip”.

Confira agora esta entrevista exclusiva com ele:

Satisfashion: João, como começou esta relação de amor pelo teatro?

J.L: Quando tinha 16 anos, uma amiga, vizinha de rua, ofereceu-me 2 convites pra assistir a comédia O Amante Do Meu Marido com Carvalhinho e Leda Lucia, no Teatro América. Assisti e me apaixonei!

A partir daí, conheci as associações de espectadores teatrais e me associei a várias delas – Câmara das Artes, Clube do Teatro, Clube das Artes, e tantas outras...

Eu ia ao teatro todos os dias. Às vezes para assistir 2 ou 3 peças teatrais no mesmo dia... 

Satisfashion: Durante a época em que cursou Comunicação na FACHA, você criou um jornal sobre teatro. Como foi essa experiência?

J.L: Na verdade, esse jornal, chamado TEATRARTE, era a programação da Associação de Espectadores – a JOTAELLE PROMOÇÕES ARTÍSTICAS - que administrei por quase 8 anos e tive cerca de quase 2.000 associados durante esse período.  Esse jornal era editado pelo jornalista Sergio Melgaço e os colaboradores eram o Carlos Louzada, e os irmãos Jaycia e James Pinheiro.  Entrevistávamos gente bacana de teatro, como Moacyr Goes, Amir Haddad, Gerald Thomas, Miguel Falabella, Ítalo Rossi, Sergio Brito, entre outros.

Satisfashion: Qual foi o trabalho mais marcante da sua carreira e por quê?

J.L:  Tive vários trabalhos marcantes cada qual com a sua importância, desde o tempo em que produzi e empresariei a atriz Berta Loran, que me ensinou o pouco que sei de teatro e produção e que me apresentou ao comediante Costinha, com quem também produzi e empresariei.

Depois o trabalho com a Dercy Gonçalves; a participação na equipe de “Roque Santeiro – O Musical” de Dias Gomes e direção de Bibi Ferreira; em seguida a produção do espetáculo infantil “Os Dálmatas – O Musical”, com 10 atores e mais 18 bailarinas e que apresentamos durante 8 anos ininterruptos, por várias capitais do país, sem nenhum patrocínio ou apoio financeiro.

Satisfashion: E o maior desafio que já enfrentou?

J.L: Produzir Teatro sem patrocínio!  Esse sempre foi um grande desafio pra mim e para quem esteve comigo em minhas produções. Hoje em dia, vemos nas capas dos jornais e revistas que o espetáculo tal custou 10 milhões, 12 milhões e a produção se orgulha disso... eu me orgulho de ter montado espetáculos com recursos próprios e de termos feito sucesso por todos os lugares que passamos.

Satisfashion: Como surgiu o convite para ser o Gerente de Operações do teatro OI Casa Grande?

J.L: Um dos sócios do teatro, Moyses Ajhaenblat, que convidou-me para ocupar o cargo em janeiro de 2008. E, orgulhosamente, estou lá desde então.

Satisfashion: Como você analisa o mercado teatral atualmente?

J.L: Uma covardia! Os patrocínios são sempre para os mesmos produtores, independente dos projetos serem bons ou ruins... um absurdo!

Satisfashion: Você tem uma página de sucesso no facebook, a “GRÁTIS Ou Quase Isso”. Como é feita a curadoria dos eventos que serão divulgados?

J.L: Em 2012, um dos produtores que estavam em cartaz no teatro Oi Casa Grande , pediu para que eu convidasse os amigos para assistirem seu espetáculo que estaria em cartaz naquela semana.

Daí tive a ideia de criar o Grupo no Facebook – O “GRÁTIS Ou Quase Isso!” para oferecer convites para os amigos.

Outros amigos produtores viram, gostaram da ideia e me pediram para sortear convites para os espetáculos deles também.

Com isso,o grupo foi ganhando visibilidade já que os amigos começaram a convidar novos amigos para o grupo.

E hoje, 2 anos depois, somos um dos maiores grupos do Facebook. Atualmente, contamos  com mais de 105 mil pessoas e já oferecemos mais de 10.000 convites gratuitos para mais de 1.000 peças teatrais, shows, festas.

Fora os convites gratuitos, indico também a programação cultural gratuita que rola na cidade e considero interessante... a nossa página tornou-se uma opção de entretenimento GRÁTIS ou Quase Isso!

Satisfashion: Fale um pouco sobre a sua página QUAL é a BOA? por João Luiz Azevedo.

J.L: A página surgiu pra satisfazer a curiosidade de alguns amigos que sempre me perguntavam “Qual era a BOA do dia ou da Semana?”... Eles achavam que por eu trabalhar em teatro poderia indicar uma boa programação pra eles.

Acabei criando essa página em fevereiro de 2002 e sempre que tenho tempo dou dicas culturais por ali. 

Hoje, a página tem quase 1.000 seguidores e quase 5.000 visualizações por publicação.

Semana passada fui convidado a levar essa página do Facebook para o site Gente de Sucesso Vip.

Aceitei o desafio e criei a coluna semanal DICAS do JL, onde também dou dicas de cultura semanalmente.

Satisfashion: E a sua página TROCA TROCA DE LIVROS, fale um pouco sobre ela também,por favor:

J.L: Como tenho muitos livros, a ideia era fazer com que eles circulassem.

Conseguimos fazer algumas trocas, mas é uma página ainda em ascensão e que precisa de mais tempo e cuidados.

 Satisfashion: Fale um pouco da sua Coluna no Jornal Folha da Zona Sul.

J.L: No final do ano de 2008, ano em que reabrimos o teatro Casa Grande e fazíamos um super sucesso com o musical “A Noviça Rebelde”, o editor do jornal, Fabrício Azevedo, entrou em contato comigo, através de uma amiga em comum, que também escrevia para o mesmo jornal – Izabela Periard -  perguntando se eu não gostaria de escrever uma matéria sobre aqueles 7 primeiros meses do teatro. Aceitei o convite, escrevi  – acho que ele gostou do que leu – e me convidou pra ter uma coluna fixa em seu jornal...

Até hoje, 6 anos depois, ainda estou escrevendo pra esse jornal. Gosto da linha editorial do jornal e, mais ainda do editor, que me dá total liberdade de escrever.

Satisfashion: Recentemente você lançou o programa “BATE PAPO.Com o JL” que é exibido semanalmente pela TV Atlântica. Você pode falar sobre a proposta do programa e como foi entrevistar, para o episódio de estréia, o ator Paulo Gustavo?

J.L: A ideia do programa surgiu de um bate papo rápido com a jornalista Sonia Monte, que apresenta um programa sobre turismo na mesma emissora da web, e ela sugeriu que eu tivesse um programa de Dicas Culturais.

A partir do meu primeiro contato com o responsável pela Tv Atlântica, o Leonardo Meireles,  chegamos ao formato do programa de entrevistas nos bastidores dos teatros do Rio de Janeiro.

Em menos de 10 dias já estávamos gravando o primeiro Programa entrevistando os atores Paulo Gustavo, Marcus Magella e o administrador da Cia, Claudio Tizo.

Como o foco do programa sempre foi trazer informações de bastidores, dos principais espetáculos em cartaz aqui na cidade e bater papo com gente que admiro, que faz sucesso e é sucesso, a escolha não poderia ser melhor.

 Satisfashion: Você já trabalhou ao lado de personalidades do teatro, como Miguel Falabella. Tem algum ator com quem você ainda gostaria de trabalhar?

J.L: Sim, muitos, mas prefiro não citar nomes.

Satisfashion: Quais serão seus próximos projetos profissionais?

J.L: A produção de um novo espetáculo teatral, uma comédia, comemorando os 90 anos, se vivo fosse, do autor João Bethecourt, em 2015!

 Satisfashion: Por favor, você pode enviar uma mensagem aos leitores do Satisfashion?

Leiam, leiam, leiam... o que difere um ser do outro é a cultura que cada um tem... 

Compartilhar

Sobre o autor

Babi Bernardo

Babi Bernardo, carioca, Designer de Moda pelo SENAC-RJ, Personal Stylist pelo curso da Dany Padilla, cursando Gestão de Varejo pela UNIVAR-UCAM, especialista em Fashion Buying & Merchandising pela London College of Fashion. Trabalha no varejo há sete anos com foco em Compras. É editora-chefe do Satisfashion Brazil.

 

 

Comentário1

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Quem Somos

O Satisfashion Brazil conquistou em pouco tempo credibilidade e a confiança de seus leitores e parceiros, tornando-se referência em Moda e Cultura.

 

Últimos posts

Newsletter

Participe de nossas campanhas e informativos sobre tendência de moda e brindes